Logo Perfimec
Home > Blog

Aço carbono na indústria automotiva

Postado em 30 de Janeiro de 2020
Imagem de ilustração: Aço carbono na indústria automotiva

A indústria automotiva é de grande relevância para a economia brasileira, e o aço carbono é um dos tipos mais populares de aço nesse mercado, que ganha destaque no segundo lugar dos que mais utilizam o aço no país, atrás apenas do setor de Construção Civil.

O aço carbono pode ser facilmente encontrado em automóveis, caminhões, ônibus, motocicletas, carrocerias e demais meios de transportes utilizados em nosso dia a dia. Para saber mais sobre a utilização do aço em carrocerias, confira o material que publicamos recentemente sobre o assunto clicando aqui.

A linha de montagem de um automóvel, de maneira simples, pode ser dividida em três etapas principais:
1 – O corte das chapas de aço que formam o “esqueleto” do automóvel.
2 – A pintura da carcaça.
3 – O encaixe dos componentes elétricos e mecânicos.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue com a gente e confira!

 

História

O início da história da indústria automobilística ocorreu em 1908, com o lançamento do Ford Modelo T, desenvolvido pelo empreendedor estadunidense e fundador da Ford Motor Company, Henry Ford. Barato, confiável, robusto, seguro e simples de dirigir. Esses foram os principais adjetivos usados para definir o ícone de uma revolução industrial: o Ford Modelo T, o primeiro carro popular da história.

Com mecânica simples, o Modelo T logo caiu no gosto popular. A partir de 1913, Henry Ford desenvolveu o processo de produção em série do Modelo T, que abriu as portas do mercado de massa para o automóvel. Ao longo do tempo, várias melhorias foram introduzidas, até 1927, ano de sua última produção.

Embora o Modelo T tenha chego ao seu fim, uma coisa permaneceu até os dias de hoje: As diversas melhorias introduzidas na indústria automotiva. O constante aperfeiçoamento do processo produtivo trouxe mais resistência aos impactos e segurança para os motoristas. Essas mudanças, de maneira geral, foram introduzidas através dos materiais utilizados na confecção dos automóveis. Como o aço carbono, por exemplo.

 

O aço na indústria automotiva

O aço carbono pode sofrer ações de variações de temperatura muito alta ou muito baixa, e por isso se destaca com alta durabilidade na indústria automotiva.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) mostra que o aço corresponde a quase 56% do peso de um carro, sendo mais aproveitado na carroceria dos veículos e autopeças como eixos, rodas, parafusos, biela, cilindro, estrutura do banco, entre outras.

Dentre tantas vantagens da utilização do aço no setor automobilístico, podemos destacar:
• Baixa necessidade de manutenção;
• Versatilidade às montadoras;
• Alto grau de segurança;
• Baixo custo de produção.

 

Aço carbono e sua alta resistência

A fabricação de veículos exige a produção de peças com inúmeros formatos que, por sua vez, também exige uma matéria prima maleável. O aço carbono possui a capacidade de se adaptar a diferentes formas, o que o torna ainda mais especial para a produção nesse setor. Além disso, ele também é um material apropriado para usinagem e solda.

Um dos cuidados na hora de executar projetos automotivos, é escolher o fornecedor de aço ideal, pois as características da matéria prima terão uma grande influência na qualidade de qualquer veículo.

Com equipamentos de última geração, a Perfimec oferece o corte e dobra de aço dos mais diferenciados tamanhos, especificações, espessuras e formatos para a fabricação dos mais variados chassis e peças de automóveis, com a rapidez no serviço, agilidade no prazo de entrega e características de acordo com a necessidade do cliente.


Ficou com alguma dúvida? Entre em contato com a gente e vamos conversar! 


Comentários